segunda-feira, 27 de maio de 2013

One Shot - Always On Your Side



Eu ainda do dia em que nós conhecemos, ele me prometeu que nunca iria me deixar que nada iria nós separar, mas ele era apenas um criminoso que roubou meu coração, porque mais que ele disse-se que se importava eu sabia que no fundo era tudo mentira, mais no dia em que ele se foi ele me disse o ultimo adeus o ultimo "eu te amo" o único sincero.

flashback

- Barbara eu já disse que não vou ao central park com você - ele disse nervoso
- Tudo bem fique aqui nesta bosta sozinho - eu disse virando as costas e senti seus braços me agarrarem
- Você vai ficar aqui - ele disse grosso
- Você não manda em mim Justin se você não quer ir fica ai sozinho - eu disse me soltando de seus braços
- Eu te odeio - ele disse batendo na parede ao lado do meu rosto - você nunca faz oque eu mando
- Se me odeia porque ainda esta aqui ? porque não foi embora ainda ? eu não sou sua cachorrinha pra fazer tudo oque você quer - eu disse gritando estérica
- Você não sabe viver sem mim - ele disse rindo sarcástico - você me ama demais pra me deixar ir
- Ah é ? - eu disse chegando próximo dele - como tem tanta certeza ? depois de tantos tapas e palavras você acha mesmo que eu ainda te amo ?
- Esta estampado na sua cara - ele disse acendendo seu cigarro e indo até a janela
- Apaga isso você sabe que eu odeio o cheiro desse negocio - eu disse
- Sabe qual é o seu problema Barbara, você é muito dependente de mim, se não fosse eu onde você estaria agora ? - ele disse soltando a fumaça do cigarro
- Bem melhor que agora com certeza, eu odeio o fato de eu te amar de eu ter caído na sua conversa barata, você é só um idiota, desprezível, miserável - eu disse cuspindo as palavras em sua cara - você é só um drogado inútil
- Olha lá como você fala comigo - ele disse vindo na minha direção e apertando minha bochecha
- Vai fazer oque ? me bater de novo ? - eu disse com lagrimas nós olhos - ou vai querer apagar seu maldito cigarro em mim de novo ?
- Não me provoca Palvin - ele disse apertando mais minha bochecha e uma lagrima caiu - ei ei não chora - ele disse fazendo carinho em meu rosto e secando minhas lagrimas que caiam - você sabe que eu não gosto de te ver chorar - ele disse colocando nossas testas
- Eu queria que você não fosse o motivo das minhas lagrimas
- Também queria que eu não fosse - ele disse

Ele colou nossos e roçou seu nariz no meu, eu era tão frágil quando estava com ele, eu queria ser mais forte, eu queria poder lutar contra os meus sentimentos, eu já estava envolvida como sempre, era sempre assim, nós brigávamos e ele sempre me beijava e me levava pra cama, eu era como um objeto pra ele. Justin tirou minha blusa de frio, e minha blusa, tirei sua camiseta, e ele me colocou em seu colo, me levando pro segundo andar do nosso pequeno apartamento, entramos em nosso quarto, e ele me ajudou a tirar meus tênis e minha jeans apertada, naquele momento eu só queria ele, ele já avia se livrado de sua calça e de seu tênis  ele me jogou na cama ficando por cima de mim, ficamos nós beijando, e logo ele abriu meu sutiã  e tirou minha calcinha e sua cueca, ele me penetrava e eu gemia em seu ouvido, como uma vadia, era o único jeito que ele me via, como "sua vadia", ele falava palavras quentes em meu ouvido e isso era exitante.
Logo ele caiu ao meu lado na cama, ambos com a respiração ofegante, ele puxou um lençol e nós cobriu.

- Você se arrependeu mesmo de ter me conhecido ? - Justin me perguntou e eu hesitei em responder
- Porque esta me perguntando isso ? - perguntei cansada e com sono me virando para encara-lo
- Você disse que se arrependeu só queria saber se é verdade - ele disse dando de ombros - mais se não quiser responder tudo bem durma - ele disse beijando minha cabeça - quem sabe amanha de manha quando você acordar sua vida tenha mudado
- Eu te amo - sussurrei antes de pegar no sono

Eu não avia entendido oque ele avia falado com aquilo, tempo depois com algumas vozes, parecia vir do piso de baixo, vesti minha roupa intima, minha calça e minha blusa, Justin não se encontrava no quarto e eu estava com medo. Desci as escadas e vi a cena mais horrível da minha vida, ele estava apanhando de dois caras.

- Parem com isso por favor, vocês vão matar ele - eu gritei estérica fazendo os dois homens na sala me olharem
- Acho que já esta bom - o homem disse jogando Justin no chão - isso foi só um recado mocinha, se seu namoradinho não pagar oque deve pro Lil as consequências vão ser bem maiores - ele disse saindo da sala que estava toda destruída acompanhado do outro homem
- Oque eles fizeram com você - eu disse me jogando ao lado de seu corpo e rosto todo machucado - Justin por favor acorda - eu disse passando a mão em seu rosto todo ensanguentado - por favor meu amor

Depois de ver que não acordava de jeito nenhum, dei um jeito de colocar ele no sofá, tratei de seus ferimentos, e comecei a arrumar a sala que estava toda destruída,  eu estava cansada disso, eu estava cansada dessa vida, já era a segunda vez que ele apanhava, eu o amava muito, mais nem todo amor é capaz de passar por cima de tudo, a três anos, eu vivo neste mesmo dilema, ele nunca larga as drogas, ele nunca larga essa vida, acabei pegando no sono na sala mesmo. Acordei com alguém me chamando, eu estava deitada no tapete da sala.

- Você esta melhor ? - perguntei seria me sentado no tapete, vendo ele sentado no sofá
- Estou - ele disse passando a mão em seu rosto machucado - ainda doí um pouco
- Eles disseram que essa é a ultima vez, que dá próxima haverá consequências - eu disse olhando pra baixo e senti suas mãos levantarem em queixo
- Não vai acontecer nada comigo - ele disse certo de que não iria, mais meu coração dizia outra coisa - Lil vai perdoar a minha divida
- Não Justin ele não vai - eu disse me levantando - eu estou cansada disso, você fica se enganando, dizendo que ele vai perdoar mais você sabe que ele não vai droga - eu disse gritando com as lagrimas escorrendo e ele levantou me olhando assustado - você sabe que isso só vai te levar a morte, já é a segunda vez que você apanha, já é a segunda vez que eles destroem minha casa, você não percebe que eles vão te matar ? que se eles te matarem eles me matam junto porque eu não sei viver sem você ... você já me disse que iria parar mais eu não acredito mais em você Justin, eu não acredito mais nas suas palavras, então por favor sai da minha vida porque eu não aguento mais te ver se matando aos poucos - eu disse tentando sanar o choro
- Então é isso ? é um adeus ? você que mesmo que eu vá embora da sua vida ? - ele perguntou me olhando serio - tudo bem eu saio Barbara - ele disse com lagrimas nós olhos

Ele saiu batendo a porta, me deixando sozinha naquela sala, no frio de Nova York. Minha vida realmente mudou depois que ele foi embora, agora eu vivia sozinha na "nossa" casa, e disso me doía saber, que quando eu chegasse do trabalho não iria ver ele na janela fumando seu cigarro. Eu estava sozinha em casa sentada em meu sofá, era um dia de domingo, já fazia 3 semanas que ele avia ido embora, eu nunca mais avia ido ao Central Park, então decidi sair, coloquei meu casaco, e fechei a porta, saindo pelas ruas frias, já estava no final da tarde, quando cheguei ao Central Park, fiquei sentada vendo as crianças correrem, e os casais se beijando, eu estava vendo pessoas felizes, eu deseja vai que nunca que uma daquelas pessoas, fosse eu, eu o Justin ali, apenas nós felizes, eu sentia tanta falta dele, que chegava a doer. Quando começou a escurecer decidi ir pra casa já que as ruas de onde eu moro, não são muito confiáveis a noite, eu estava passando em um beco próximo da minha casa, quando escutei uma pessoa gritando, não avia muita iluminação na rua, parei em frente ao beco, e entrei, e ele estava ali jogado no chão todo machucado novamente, aquilo me partiu o coração.

- Oque aconteceu com você ? - eu perguntei me abaixando
- Nada eu não preciso da sua ajuda - ele disse colocando a mão no braço que parecia estar sangrando mais eu não conseguia ver direito pela falta de iluminação - você disse pra eu sair da sua vida então me deixa - ele disse gemendo por conta da dor
- Deixa eu te ajudar Justin por favor, eu te amo - disse o abraçando - eu sinto tanto a sua falta minha vida não é a mesma sem você por favor me deixa te ajudar - eu disse sentindo alguma coisa molhar minha roupa e vendo o sangue - ai meu deus seu braço Justin - eu disse colocando a mão
- Ai não toca ta doendo - ele disse gemendo de dor
- Oque aconteceu ? - perguntei desesperada
- Lil me deu um tiro, e os homens dele me bateram e depois eu fui - ele disse - ai
- Ai meu deus vem comigo - eu disse o ajudando a levantar

O levei pra minha casa, e o sentei no sofá.

- Acho que só pegou de raspão - eu disse olhando o corte sangrando em seu braço - vou pegar a caixa de primeiros socorros
- Ta doendo - ele disse colocando a mão
- Calma eu vou fazer um curativo e já vai passar - eu disse pegando o álcool e passando no algodão e depois em seu braço
- Ai calma ta doendo isso arde - ele disse
- Você é muito mole - eu disse rindo e fazendo o curativo em seu braço enquanto ele gritava depois que terminei ficamos em silencio
- Eu senti sua falta - ele disse olhando em meus olhos - eu senti muito a sua falta - ele disse me beijando e logo a campainha tocou
- Eu vou atender - eu disse me levantando do sofá e indo até a porta - é o Lil - eu disse assustada olhando pelo olho magico - e agora ? ele vai querer te matar
- Olha eu vou subir não diga a eles que você me viu ok ? - ele disse levantando rápido e me dando um selinho, e subindo as escadas correndo
- Oque você quer Lil ? - eu disse abrindo a porta
- Oi gatinho - ele disse entrando - você viu o Justin por ai ?
- Quem te convidou pra entrar aqui ? - eu disse me virando pra olhar pra ele - e não eu não vi o Justin agora pode sair da minha casa
- Que estranho - ele disse vindo até mim - porque eu vi uma menina parecida com você de longe ajudando um homem parecido com o Justin - ele disse fechando a porta e fiquei com medo - e porque sua blusa esta com sangue ?
- Eu me machuquei - eu disse virando meu rosto enquanto ele me encostava na porta
- Não minta pra mim - ele disse gritando agarrando meu pescoço - onde esta o seu namoradinho ?
- Eu já disse que não sei onde ele esta nós terminamos - eu disse com dificuldade
- Não minta pra mim vadia - ele disse apontando a arma pra minha cabeça - quer morrer ? - ele perguntou e eu já chorava
- Solta ela Lil o seu negocio é comigo - Justin disse parado na escada com uma arma na mão e Lil me soltou me fazendo cair no chão
- Hora, Hora, Hora, veja só quem apareceu aqui o ladrazinho - Lil disse sarcástico - eu sabia que você estava mentindo vadia
- Cala a boca e não acha ela assim - Justin disse nervoso
- Você ainda não se recuperou Bieber, mas eu sinto muito porque de hoje você não passa - ele disse apontando a arma pra cabeça do Justin que também apontava uma arma pra cabeça de Lil
- Eu sinto te dizer mais eu acho que não moro hoje - Justin disse rindo
- Aé ? você esta duvidando pequeno Bieber ? - Lil disse atirando na arma de Justin que caiu e quando Justin se abaixou pra pegar Lil iria atirar nele mais não pensei duas vezes e pulei em seu pescoço o fazendo disparar a arma
- Não você não vai matar ele - eu disse fazendo sua arma cair no chão
- Me solta vadia - ele disse me fazendo cair no chão mais ao lado de sua arma não pensei duas vezes e atirei contra seu peito o fazendo cair no chão e me levantei depressa
- Eu o matei - eu disse assutada levando as mãos na boca
- Eu estou livre - Justin disse me abraçando e me rodando no ar
- Pensou que iria se livrar de mim Bieber ? - ouvi a voz de Lil atras de mim e Justin me jogar no chão ouvi um disparo e logo Justin cair sangrando em minha frente virei e dei um chute em Lil que o fez cair no chão, peguei sua arma e atirei em seu peito e logo me joguei no chão chorando
- Não, não, não, não você não pode morrer meu amor ficar comigo - eu disse passando a mão em seu peito que sangrava - não me deixa meu amor
- Ei - ele disse fraco - eu quero que você me desculpe por todo mal que eu te fiz, por tudo, me desculpe pela noites que você passou em claro por minha causa - ele disse colocando as mãos cheias de sangue em meu rosto - eu sinto muito por nunca diz oque você queria mais eu quero que você saiba, que eu sempre te amei, e sempre vou te amar Barbara Palvin, me desculpe por tirar de você a sua vida e te colocar no meio dessa confusão toda, eu te amo - ele disse e deu seu ultimo suspiro
- Não Justin não me deixa - eu disse batendo em seu peito morto - não me deixa - eu disse chorando e me deitando em cima de seu corpo - eu te amo meu amor


flashback of 

Depois daquela noite horrível, eu acabei sendo pressa passei quase um ano na cadeia, pela morte do Lil, minhas digitais estavam na arma, e quando os policiais chegaram eu estava na cena do crime, deitada em um dos corpos. Eu ainda pude assistir ao enterro dele, eu ainda pude ver seu corpo sem vida pela ultima vez no caixão. Eu sai faz quase 2 semanas da prisão e lá é realmente o pior lugar do mundo, e agora cá estou em chegando ao tumulo dele, como eu faço todos os dias pra trazer suas flores favoritas.

- Porque você me deixou ? sabia que eu sinto sua falta ? - eu disse sentada em seu tumulo - sabe a vida não esta fácil, depois que eu fui presa eu perdi o meu emprego, eu perdi tudo oque eu tinha ... ou quase tudo eu ainda tenho o nosso pequeno apartamento ... sabe eu queria que tudo fosse diferente, eu queria que você não tivesse morrido naquela noite - eu disse já com lagrimas nós olhos - eu não aquento mais viver sem você, é a pior dor do mundo, todo lugar que eu olho eu vejo o seu rosto eu sinto o seu cheiro, não dá mais meu amor ... não dá mais pra ficar sem você, eu espero que daqui a pouco nós estejamos junto, ou lá no céu ou no inferno, eu te amo Justin

**

A Garota desceu do tumulo de seu grande, amor, e foi andando até a floresta que avia proximo ao caimiteiro, ela havia deixado uma corda em uma arvore, desde o dia anterior, ele estava apenas tentando encontrar coragem pra fazer aquilo, então a garota já cansada da vida, sem a pessoa que ela mais amava no mundo, colou a corda em seu pescoço, e subiu até um tronco meio que havia na arvore, e jogou seu corpo, morrendo assim pra encontrar o grande amor de sua vida.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Oi mesninas, eu chorei escrevendo esse One shot, espero que vocês tenham gostado, eu nem ia postar ele, mais decidi postar agora, ele estava escrito desde ontem a noite aqui no note, então como eu não avia escrito Ladies Love Me, resolvei postar pra não deixar o blog parado, eu vou postar Ladies Love Me ainda essa semana ok ?

Me sigam lá no meu fc @DrewWife

6 comentários:

  1. OMG amiga que linda história e triste chorei de verdade :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. serio Jujuba ? mds, eu também chorei escrevendo :'(

      Excluir
  2. Jhemylle Fernandes3 de junho de 2013 11:30

    Nossa,chorei demais lendo.me seu um aperto jo s2 quando eu li q eu justin tinha morrido.ameii muitoo

    ResponderExcluir
  3. Amei cara *----* divo demaiiiisss , chorei lendo rs

    ResponderExcluir